A metáfora do sol

by at 10:34 in aprendizado


O sol brilha para todos; se aproxima de uns, se esconde de outros. A desigualdade que parece falha é na verdade perfeição: a luz chega na medida em que o ser a suporta. Tanto é que a sombra por vezes remete alívio: nem todos estão preparados para o seu brilho. E mesmo entre os que estão, há distâncias certas pra cada um.
Assim os relacionamentos. A gente ama, e por se afastar não quer dizer que esquecemos, talvez é tão forte, que se não guardarmos numa caixinha, arruinaremos vidas. Pois o que nós queremos não pode ser lei sempre. O espaço do outro por vezes é grande demais por sua delimitação. E ainda assim, é seu espaço. A luz penetra de maneira tímida ou radiante, clara ou escassa. Mas tem a medida exata: se muito se afasta, congela. Se aproxima, queima. Terra, pessoas, paragens. Experiências de sol.

3 comments. Leave yours...


  1. Guilherme Barbosa - January 27, 2011 ( Reply )

    muito bom! "Pois o que nós queremos não pode ser lei sempre." pura verdade!

    adorei o post

  2. Eduardo Henriques - January 28, 2011 ( Reply )

    Ia frisar a mesma passagem que o Gui destacou.
    De fato, nem tudo pode ser lei, mas podemos fazer do outro a nossa lei maior, e assim, nada nos será obstante a vontade (nossa e desse outro).
    E que haja sempre um novo sol, depois de cada noite de chuva!
    Xêroooo!

  3. Luzia Medeiros - January 28, 2011 ( Reply )

    Que o sol que nasce todas as manhãs nos ilumine sempre.

Comment

*


CommentLuv badge